24 de set de 2007

Construção - Dia 4 - Somente a Ingratidão, esta pantera

"Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro de tua última quimera.
Somente a Ingratidão - esta pantera -
Foi tua companheira inseparável!..."

de Versos íntimos - Augusto dos Anjos

Sábado
Com algum atraso (a ser justificado nas próximas linhas) viemos, mais por compromisso do que por vontade, explicar o que aconteceu no sábado último, dia 22 de setembro. Foi o penúltimo dia do Sarau da Primavera e último que de fato cobrimos.

Após uma apresentação para platéia esvaziada na parte da tarde, membros d’o balde. e os convidados Paulo Ohana, Carlos (Rasta), Felipe e Jana Silva voltaram (ou lá permaneceram o dia inteiro) para uma reapresentação na parte da noite, conforme combinado com um senhor Menezes y Morais (pseudônimo de José Menezes de Morais, um dos organizadores do evento).

Antes entusiasta e “amigo” da equipe deste jornal, o senhor Menezes, em um surto injustificável, optou por criar confusão com os demais organizadores, entre eles Cristina Moysés (a real idealizadora do sarau), e desrespeitar a equipe d’o balde. e seus convidados (à exceção de Paulo Ohana, que já havia se reapresentado mais cedo). Estávamos ali para somar ao evento, que, registre-se, cobrimos voluntariamente desde o primeiro dia. Em ato que julgamos inpensado (ou, em caso contrário, de pura e simples falta de caráter) o senhor Menezes tomou o microfone e tentou dar alguma lição de moral, ofendendo os demais organizadores, os convidados e artistas, que já estavam no palco (por solicitação, inclusive, da própria Cristina). Ouvimos o que tinha para dizer aquele senhor, por mais absurdo que parecesse a (quase) todos os presentes. Fomos embora e, por este motivo não cobrimos o último dia do evento.

A proposta d’o balde. é incentivar e divulgar todas as formas de expressão cultural, principalmente em iniciativas que estimulem o pensamento, a reflexão e a participação, como foi o Sarau da Primavera. Não é, portanto, um acontecimento isolado e triste como o do último sábado que vai estragar o evento ou a cobertura que tanto prazer e trabalho nos deu nestes últimos dias.

Encerramos este assunto agradecendo à Nayla Celene e Cristina Moysés, que nos convidaram e incluíram na programação, aos amigos Carlos, Felipe, Jana, Paulo Ohana, Daniel e Raimundo pela participação e força, e aos sempre presentes Vi Inícios e Alen Guimarães, com quem esperamos fazer parcerias de agora em diante.

Nós, no entanto, ao contrário do senhor Menezes, que monopolizou o microfone (e, evitou assim qualquer esboço de voz dissidente) em sua eufórica “lição de Morais” do sábado, colocamos este espaço à sua disposição para qualquer manifestação ou retratação sobre o que aqui foi escrito durante todos os dias do evento.
Da equipe d'o balde.
Pedro de Oliveira
Obs: Continuaremos postando, nos próximos dias, o vasto material que coletamos.

Um comentário:

isomura disse...

Que do caos, guardemos as brilhantes parcerias e companheirismo das pessoas que tentam (sempre) melhorar a relação - hoje, incestuosa - da cultura brasiliense. Aos amigos que vestiram-se de o balde., muito obrigado!